Web Rádio Peregrina
Obra Missionária de Evangelização e Acolhida Social Virgem do Carmo Peregrina

19/04/2017

Deixou tudo por Deus: Ex-jogador de rugby a um passo de ser sacerdote no Uruguai

O carismático seminarista de 27 anos foi designado para a Paróquia Stella Maris, em Montevidéu, comunidade na qual a participação juvenil está crescendo. Após a cerimônia de ordenação na Catedral de Montevideo, Verde expressou: “Estou muito agradecido a Deus, muito contente, grato à Igreja por este imenso dom que nos dá”. “A todos os jovens que questionam a vocação, digo que ainda não começamos. E nada me deu tanta felicidade e alegria como isto, nem sequer um campo de rugby ao representar a celeste. Por isso, os convido a perguntar o que Deus quer para cada um de vocês e encontrar a resposta”, acrescentou. Seguir IglesiaCatólicaMdeo @ICM_uy - @gordo_verde nos regala unas palabras en este día tan especial para él. #ordenacionesdiaconales 19: 37 - 19 Mar 2017 13 13 Retweets 36 36 favoritos Verde é o segundo de quatro irmãos de uma família católica. Sua grande paixão sempre foi o rugby. Carrasco Polo foi a sua primeira equipe e inclusive fez parte da seleção uruguaia. Ele participou dos mundiais na Irlanda em 2007 e no Japão em 2009 e outros sul-americanos. Era um estudante de Veterinária na Faculdade de Teologia Monseñor Mariano Soler da Universidade de Montevidéu e esteve noivo durante três anos. Para o “Gordo Verde”, tudo o que tinha na vida não era suficiente. “O fato de ter nascido em uma família católica me fez questionar muitas vezes a existência de Deus. Se Deus existe, onde está? Tudo estava muito bem com a fé dos meus pais, mas, qual é a minha fé?”, relatou à revista ‘Para ti’. Aos 19 anos, esta preocupação o levou a se tornar um missionário por um ano no Instituto Paiva, obra da Congregação Salesiana em Sarandi del Yi. Por esta decisão, deixou de lado o mundial do Chile e entregou o dinheiro que havia conseguido com os seus amigos para esta viagem. Do mesmo modo, terminou com a sua namorada e deu de presente as suas queridas camisas de rugby. “Deixei tudo: rugby, namorada, faculdade, dinheiro, amigos e fui a campo a uma obra salesiana, onde viviam 70 jovens filhos de trabalhadores rurais que aprendiam ofícios, pessoas muito simples”. Verde explicou a ‘Montevideo Portal’ que o seu trabalho era servir em qualquer função. “Essa experiência me transformou completamente, houve um antes e um depois. Mas não foi mágico, foi um processo. Disse: ‘Bom, Deus, chega de tudo o que aprendi e o que me ensinaram os mais velhos, quero ver onde estás e o que tem a ver comigo. E se realmente estás’”. “Quando voltei dessa experiência descobri que, entre aspas, Deus me devolveu muito mais do que eu tinha dado em camisetas, em tudo. Sentiu que foi o ano da minha vida que mais disfrutei, estava no campo a serviço de alguns sacerdotes que, por sua vez, estavam a serviço dos jovens”, acrescentou. O recém-ordenado diácono confessou que o faz feliz “poder estar persente, quando as pessoas estão passando por momentos difíceis, com uma palavra de esperança. Que para mim não é uma palavra inventada, eu experimentei concretamente na minha vida a ação de Deus. Poder dizer para alguém que perdeu a esperança que ainda pode continuar lutando, que é possível, que isso não acabou aqui, que não está sozinho”. O ex-jogador de rugby disse que tem “uma relação profunda” com Deus. “Falo com Ele, peço, escuto as suas respostas. Eu vejo as pegadas de Deus nas pessoas humildes, mas também na generosidade de pessoas que muitas vezes de forma anônima apoia heroica e silenciosamente a outras sem que as pessoas saibam. Eu admiro isso. Nesses detalhes vejo a mão de Deus”. Também se referiu ao aborto e disse que compreendia “que há um drama por trás de cada situação e qualquer que seja a decisão de uma mulher, nunca deixarei de acompanhá-la e aconselhá-la. Eu sou a favor da vida e sempre vou lutar pela vida e estarei ao lado dos mais indefesos”. Verde, que tem experiência em oficinas de rugby para menores infratores, expressou que o “Papa Francisco nos convida a ter olhos de Bom Pastor”. “Como sacerdote, em um futuro, terei que acompanhar tanto o assassinado como o assassino. É um grande desafio, porque atrás de cada um há uma história. É difícil, mas eu acho que a mudança é possível”, concluiu.
Imprimir

24/11/2017
Bispos da Argentina rezam pelos 44 tripulantes desaparecidos em um submarino
Os Bispos da Argentina expressaram sua oração e proximidade aos familiares dos 44 tripulantes desaparecidos em um submarino no Atlântico Sul. Através de um comunicado, a Comissão Executiva da Conferência Episcopal Argentina convidou os fiéis a “acompanhar a angústia que estão vivendo devido à situação do Submarino ARA e especialmente o momento pelo qual as famílias estão passando”.

23/11/2017
Papa Francisco cria nova Diocese no Brasil e nomeia seu primeiro bispo
O Papa Francisco erigiu uma nova Diocese no Brasil, a de Cruz das Almas (BA), desmembrada da Arquidiocese de Salvador, e nomeou como seu primeiro Bispo Dom Antônio Tourinho Neto, até então Bispo auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife (PE). A nova Diocese desmembrada da Arquidiocese de Salvador será composta pelos municípios de Cabaceiras do Paraguaçu, Cachoeira, Cruz das Almas, Governador Mangabeira, Maragogipe, Muritiba, Santo Amaro, São Félix, Sapeaçu e Saubara.

22/11/2017
Brasil passa a ter a menor Basílica do mundo
No alto da Serra da Piedade, em Caeté (MG), uma pequena ermida recebe há 250 anos milhares de peregrinos, levando à necessidade da construção de outra igreja maior na década de 1970; agora, esses dois templos foram elevados a Basílicas pelo Papa Francisco, sendo que um deles se tornou a menor Basílica do mundo.

21/11/2017
Ano Jubilar do centenário de Fátima será encerrado na Solenidade de Cristo Rei
No próximo dia 26 de novembro, Solenidade de Cristo Rei, o Santuário de Fátima irá promover o encerramento do Ano Jubilar do Centenário das Aparições, conforme decretado pela Penitenciaria Apostólica. Para o encerramento deste Ano Jubilar, o Bispo de Leiria-Fátima, Dom António Marto, será o delegado Pontifício, por indicação do Papa Francisco.

20/11/2017
Em mensagem de vídeo, Papa explica por que viaja a Mianmar
De 26 a 30 de novembro, o Papa Francisco realizará em uma nova viagem apostólica. Voltará na Ásia para visitar Mianmar, e depois irá a Bangladesh. Francisco enviou uma mensagem de vídeo na qual explica aos habitantes do país o motivo da sua visita: “Eu não vejo a hora de poder encontrá-los. Venho proclamar o Evangelho de Jesus Cristo, uma mensagem de reconciliação, perdão e paz”, afirma.


 

© Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina. Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Vetorial Soluções Corporativas
Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina