Web Rádio Peregrina
Obra Missionária de Evangelização e Acolhida Social Virgem do Carmo Peregrina

18/07/2017

Bento XVI ressalta o amor à Igreja do falecido Cardeal Meisner

O Cardeal Meisner foi um colaborador próximo de São João Paulo II e também de Bento XVI. Faleceu no dia 4 de julho, aos 83 anos. O falecido Purpurado foi o encarregado de organizar a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em Colônia, em 2005, a primeira que o Sumo Pontífice Emérito presidiu. “O que mais me impressionou nessas últimas conversas com o Cardeal defunto foi sua grande serenidade, sua alegria interior e a confiança que tinha encontrado”, afirma Bento XVI em sua mensagem. “Sabemos que para ele, pastor apaixonado e pai espiritual, foi difícil deixar o ministério especialmente em um momento no qual a Igreja necessita de pastores convincentes que saibam resistir à ditadura do espírito do tempo e decididamente saibam viver com fé e determinação”, prossegue. “Também me comove que aprendeu a se deixar ir no último período de sua vida, e soube vive-la com a certeza profunda de que o Senhor não abandona a sua Igreja, nem sequer quando a barca está a ponto de tombar”. Do mesmo modo, o Pontífice Emérito narrou que, “quando eu soube na última quarta-feira, através de um telefonema, da notícia da morte do Cardeal Meisner, em um primeiro momento não acreditei”. Após recordar que a última vez que falou com ele por telefone, compartilhou sua alegria por ter participado da beatificação de Dom Teofilus Matulionis, Bento XVI comentou que o Cardeal Meisner “tinha um grande amor pelas Igrejas da Europa Oriental, que sofreram a perseguição comunista e, com frequência, expressava as gratidão pelo testemunho de fé que deram durante várias décadas”. Bento XVI também compartilhou como o Cardeal Meisner “se alegrava de ver que no sacramento da penitência, especialmente os jovens estão experimentando a graça do perdão”. Recordou que o Purpurado alemão tinha predileção pela Adoração Eucarística e que, na JMJ de Colônia, fez desta o ponto central do multitudinário evento no qual participaram cerca de 1 milhão de jovens de todo o mundo. Nessa JMJ, continuou, houve “um silêncio no qual só o Senhor falava ao coração. Alguns especialistas pastorais e liturgistas consideraram que esse silêncio ao olhar para o Senhor não se pode alcançar com um número tão grande de pessoas”. Bento XVO destacou que, “em sua última manhã, o Cardeal Meisner não apareceu na Missa” e que o encontraram morto em seu quarto. “O Breviário tinha caído de suas mãos: estava rezando enquanto falecia, olhando para o Senhor e falando com Ele. O tipo de morte que lhe foi concedida mostra mais uma vez como viveu: junto ao Senhor e em diálogo com Ele. Devemos confiar, com certeza, sua alma à bondade de Deus”, finalizou. A mensagem do Sumo Pontífice emérito foi lida pela Prefeita da Casa Pontifícia e seu secretário pessoal, o Arcebispo alemão Georg Gänswein. O funeral do falecido Cardeal, afirma a vaticanista Angela Ambrogetti – diretora de ACI Stampa, agência em italiano do Grupo ACI – foi “um evento para a cidade que participou da longa procissão que levou os restos mortais até a Catedral, seguida de centenas de bispos e vários cardeais, como os Cardeais Müller e Marx. A celebração foi presidida pelo Cardeal Woelki”. Joachim Meisner nasceu na Baviera, atual Polônia, em 25 de dezembro de 1933. Depois de se formar em Teologia, foi ordenado sacerdote em 22 de dezembro de 1962. Foi designado Bispo Auxiliar de Erfurt Meiningen em 1 de março de 1975, recebendo a consagração episcopal em 17 de maio desse mesmo ano. Foi nomeado Bispo de Berlim em 22 de abril de 1980 e Arcebispo de Colônia em 20 de dezembro de 1988. Foi criado Cardeal por São João Paulo II no Consistório de 2 de fevereiro de 1983. O Purpurado participou dos conclaves de 2005 e 2013, que elegeram Bento XVI e Papa Francisco, respectivamente. Serviu como Arcebispo de Colônia até fevereiro de 2014, quando tinha 80 anos de idade.
Imprimir

24/11/2017
Bispos da Argentina rezam pelos 44 tripulantes desaparecidos em um submarino
Os Bispos da Argentina expressaram sua oração e proximidade aos familiares dos 44 tripulantes desaparecidos em um submarino no Atlântico Sul. Através de um comunicado, a Comissão Executiva da Conferência Episcopal Argentina convidou os fiéis a “acompanhar a angústia que estão vivendo devido à situação do Submarino ARA e especialmente o momento pelo qual as famílias estão passando”.

23/11/2017
Papa Francisco cria nova Diocese no Brasil e nomeia seu primeiro bispo
O Papa Francisco erigiu uma nova Diocese no Brasil, a de Cruz das Almas (BA), desmembrada da Arquidiocese de Salvador, e nomeou como seu primeiro Bispo Dom Antônio Tourinho Neto, até então Bispo auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife (PE). A nova Diocese desmembrada da Arquidiocese de Salvador será composta pelos municípios de Cabaceiras do Paraguaçu, Cachoeira, Cruz das Almas, Governador Mangabeira, Maragogipe, Muritiba, Santo Amaro, São Félix, Sapeaçu e Saubara.

22/11/2017
Brasil passa a ter a menor Basílica do mundo
No alto da Serra da Piedade, em Caeté (MG), uma pequena ermida recebe há 250 anos milhares de peregrinos, levando à necessidade da construção de outra igreja maior na década de 1970; agora, esses dois templos foram elevados a Basílicas pelo Papa Francisco, sendo que um deles se tornou a menor Basílica do mundo.

21/11/2017
Ano Jubilar do centenário de Fátima será encerrado na Solenidade de Cristo Rei
No próximo dia 26 de novembro, Solenidade de Cristo Rei, o Santuário de Fátima irá promover o encerramento do Ano Jubilar do Centenário das Aparições, conforme decretado pela Penitenciaria Apostólica. Para o encerramento deste Ano Jubilar, o Bispo de Leiria-Fátima, Dom António Marto, será o delegado Pontifício, por indicação do Papa Francisco.

20/11/2017
Em mensagem de vídeo, Papa explica por que viaja a Mianmar
De 26 a 30 de novembro, o Papa Francisco realizará em uma nova viagem apostólica. Voltará na Ásia para visitar Mianmar, e depois irá a Bangladesh. Francisco enviou uma mensagem de vídeo na qual explica aos habitantes do país o motivo da sua visita: “Eu não vejo a hora de poder encontrá-los. Venho proclamar o Evangelho de Jesus Cristo, uma mensagem de reconciliação, perdão e paz”, afirma.


 

© Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina. Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Vetorial Soluções Corporativas
Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina