Web Rádio Peregrina
Obra Missionária de Evangelização e Acolhida Social Virgem do Carmo Peregrina

25/08/2017

Sacerdote que realizou intenso trabalho vocacional será beatificado em outubro no Brasil

Segundo o postulador da causa de beatificação, Pe. Orides Ballardin, o processo foi relativamente rápido, pois teve início “em 2001 e recém celebramos os 50 anos de morte do Pe. João Schiavo”. A cerimônia está sendo organizada pela Diocese de Caxias do Sul, juntamente com a Congregação das Irmãs Murialdinas de São José, a Congregação dos Josefinos de Murialdo e a Associação dos Amigos do Pe. João Schiavo. Padre João Schiavo nasceu em Sant’Urbano de Montecchio Maggiore (Itália), em 8 de julho de 1903, tendo expressado o desejo de ser sacerdote desde criança. Ingressou na Congregação dos Josefinos de Murialdo e fez sua profissão religiosa em 1919. Foi ordenado sacerdote em 10 de julho de 1927. Tinha o desejo de ser missionário, o qual realizou ao ser enviado para o Brasil em 1931, tendo chegado no mês de setembro a cidade Jaguarão (RS), de onde partiu poucas semanas depois para Caxias do Sul. Sua missão era dedicar-se à animação e formação dos candidatos para a Congregação dos Josefinos de Murialdo. Assim, desenvolveu uma intensa atividade vocacional, tendo sido o primeiro mestre de noviços dos Josefinos no Brasil. Atuou como professor e diretor de escolas, pároco, fundou o Seminário Josefino de Fazenda Souza, interior de Caxias do Sul, além de diversas obras em favor de crianças e jovens pobres. Foi também o primeiro Superior dos Josefinos da então Vice-Província no Brasil de 1937 a 1946 e Provincial de 1947 a 1956. Em 1942, fundou a Associação das Mães Apostólicas, com o objetivo de rezar e amparar as vocações. De acordo com a Diocese de Caxias do Sul, “a ele se deve o desenvolvimento das Obras Josefinas, o reconhecimento oficial das escolas e a formação religiosa dos primeiros confrades brasileiros”. Pe. João Schiavo também iniciou em Fazenda Souza, em 1954, o primeiro grupo das Irmãs Murialdinas de São José no Brasil e, em 1957, fundou no mesmo local a Escola Santa Maria Goretti das Irmãs Murialdinas. Embora tenha deixado o cargo de Superior Provincial em 1956, não deixou se prestar seus serviços à sua Congregação e às irmãs Murialdinas. No final de novembro de 1966, adoeceu gravemente e partiu para a casa do Pai em 27 de janeiro de 1967, com fama de santidade. Muitas graças começaram a ser atribuídas à sua intercessão e a fama de santo chegou a se estender a outros países, como a Argentina, onde atuam os Josefinos e as Murialdinas. Mas, o milagre reconhecido pela Congregação das Causas dos Santos que levará à beatificação do sacerdote aconteceu na cidade onde ele serviu, Caxias do Sul. Segundo relata a Diocese gaúcha, Em outubro de 1997, Juvelino Carra teve uma aguda dor intestinal e precisou ser encaminhado a uma cirurgia de emergência. “O médico cirurgião Dr. Ademir Cadore constatou que na realidade se tratava de uma trombose mesentérica venosa superior aguda, envolvendo todo o intestino delgado. Após atenta observação, averiguação e avaliação, foi tomada a decisão de desistir da cirurgia, fechar o abdômen e encaminhar o paciente à Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para ser acompanhado até à iminente morte”. Diante disso, a esposa de Juvelino pegou um santinho de Pe. João Schiavo e repetia: “Pe. João, tu deves sarar meu marido, tu deves ajudá-lo, tu deves reconduzi-lo para casa...”. Na UTI, “Juvelino começava a dar evidentes sinais de melhora, para surpresa de todos”, e “em sete dias teve alta hospitalar, sem apresentar problemas ou sequelas”. “Transcorridos 12 anos do acontecido, por ocasião do processo sobre o presumível milagre, as avaliações da equipe médica do Vaticano confirmaram o estado de saúde normal de Juvelino”, assinala a Diocese de Caxias do Sul.
Imprimir

24/11/2017
Bispos da Argentina rezam pelos 44 tripulantes desaparecidos em um submarino
Os Bispos da Argentina expressaram sua oração e proximidade aos familiares dos 44 tripulantes desaparecidos em um submarino no Atlântico Sul. Através de um comunicado, a Comissão Executiva da Conferência Episcopal Argentina convidou os fiéis a “acompanhar a angústia que estão vivendo devido à situação do Submarino ARA e especialmente o momento pelo qual as famílias estão passando”.

23/11/2017
Papa Francisco cria nova Diocese no Brasil e nomeia seu primeiro bispo
O Papa Francisco erigiu uma nova Diocese no Brasil, a de Cruz das Almas (BA), desmembrada da Arquidiocese de Salvador, e nomeou como seu primeiro Bispo Dom Antônio Tourinho Neto, até então Bispo auxiliar da Arquidiocese de Olinda e Recife (PE). A nova Diocese desmembrada da Arquidiocese de Salvador será composta pelos municípios de Cabaceiras do Paraguaçu, Cachoeira, Cruz das Almas, Governador Mangabeira, Maragogipe, Muritiba, Santo Amaro, São Félix, Sapeaçu e Saubara.

22/11/2017
Brasil passa a ter a menor Basílica do mundo
No alto da Serra da Piedade, em Caeté (MG), uma pequena ermida recebe há 250 anos milhares de peregrinos, levando à necessidade da construção de outra igreja maior na década de 1970; agora, esses dois templos foram elevados a Basílicas pelo Papa Francisco, sendo que um deles se tornou a menor Basílica do mundo.

21/11/2017
Ano Jubilar do centenário de Fátima será encerrado na Solenidade de Cristo Rei
No próximo dia 26 de novembro, Solenidade de Cristo Rei, o Santuário de Fátima irá promover o encerramento do Ano Jubilar do Centenário das Aparições, conforme decretado pela Penitenciaria Apostólica. Para o encerramento deste Ano Jubilar, o Bispo de Leiria-Fátima, Dom António Marto, será o delegado Pontifício, por indicação do Papa Francisco.

20/11/2017
Em mensagem de vídeo, Papa explica por que viaja a Mianmar
De 26 a 30 de novembro, o Papa Francisco realizará em uma nova viagem apostólica. Voltará na Ásia para visitar Mianmar, e depois irá a Bangladesh. Francisco enviou uma mensagem de vídeo na qual explica aos habitantes do país o motivo da sua visita: “Eu não vejo a hora de poder encontrá-los. Venho proclamar o Evangelho de Jesus Cristo, uma mensagem de reconciliação, perdão e paz”, afirma.


 

© Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina. Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Vetorial Soluções Corporativas
Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina