Web Rádio Peregrina
Obra Missionária de Evangelização e Acolhida Social Virgem do Carmo Peregrina

07/12/2017

Hoje é celebrado Santo Ambrósio, Bispo de Milão e mentor de Santo Agostinho

Ambrósio estudou direito, retórica e iniciou sua carreira jurídica e, por volta de 370, foi enviado a governar as províncias da Emília e da Ligúria, com sede em Milão. Quando o Bispo de Milão morreu, Ambrósio foi para a eleição eclesiástica, a fim de evitar um conflito. Mas, saiu de lá aclamado Bispo pela assembleia. Surpreso, sendo um catecúmeno, recusou-se por se reconhecer despreparado na abordagem da Sagrada Escritura. Entretanto, cedeu à vontade de Deus, foi batizado e consagrado e dedicou-se intensamente aos estudos das Escrituras. Foi conselheiro e pai espiritual de imperadores romanos, como Graciano, Valentiniano II e Teodósio I. Em relação a este último, ficou conhecida a dura penitência que aplicou após ele ter consentido uma invasão à cidade de Tessalônica, que resultou na morte de muitos. Santo Ambrósio compunha formosos cantos e os ensinava ao povo. Além disso, escreveu belos livros explicando a Bíblia e aconselhando métodos práticos para progredir na santidade. Deu grande valor à virgindade de Maria e aos mártires de Cristo. Em 2007, em uma catequese sobre este santo, o Papa Bento XVI declarou: “Como o apóstolo João, o Bispo Ambrósio que nunca se cansava de repetir ‘Omnia Christus est nobis!; Cristo é tudo para nós!’, permanece uma testemunha autêntica do Senhor”. Santo Ambrósio morreu em Milão, na noite de 3 para 4 de abril de 397, uma Sexta-Feira Santa. É venerado no dia 7 de dezembro, data em que, no ano 374, foi aclamado pela população Bispo de Milão.
Imprimir

13/12/2017
Marcha LGTB faz paródia da Virgem Maria abortando na Argentina, católicos reagem
A marcha blasfema liderada por um grupo LGBT contra a Virgem Maria, na província argentina de San Luis, em 8 de dezembro, Solenidade da Imaculada Conceição, vem casuando repúdio por parte dos Católicos nas redes sociais. O evento ocorreu por volta das 20h em Villa Mercedes, na província de San Luis, em frente à Paróquia Nossa Senhora das Mercedes, durante a Eucaristia que estava sendo celebrada pelo vigário episcopal, Pe. Ignacio Daminato.

12/12/2017
Hoje é a festa de Nossa Senhora de Guadalupe, padroeira da América
“Não se perturbe teu rosto, teu coração... Não estou eu aqui, tua Mãe?”, disse a Virgem de Guadalupe ao aflito Juan Diego em 12 de dezembro de 1531. Ela, a Padroeira da América e do México, quis deixar sua imagem desde esse dia em uma singela “tilma” como sinal do amor de Deus para com os crentes e não crentes. Somente dez anos depois da conquista do México, os missionários tinham pouco êxito na evangelização e conversão dos novos povos, em grande parte pelo mau exemplo dos que, chamando-se cristãos, abusavam dos nativos.

11/12/2017
Este é o segredo da “vida bela” de Maria, segundo o Papa Francisco
“A Palavra de Deus”, este era o segredo da “vida bela” da Virgem Maria, segundo explicou o Papa Francisco durante a oração do Ângelus na Praça de São Pedro do Vaticano, na manhã de hoje, Solenidade da Imaculada Conceição. O Santo Padre explicou que Maria não chamava a atenção: “Era de família simples, vivia humildemente em Nazaré, uma cidadezinha quase desconhecida. Não era uma mulher famosa. Ninguém soube quando o anjo a visitou, naquele dia não estava ali nenhum ‘repórter’”.

08/12/2017
Papa Francisco surpreende e escreve carta a um jovem catequista peruano
Antes da sua visita apostólica ao Peru do dia 18 ao 21 de janeiro de 2018, o Papa Francisco surpreendeu um jovem catequista peruano ao responder-lhe a uma carta que ele enviou há alguns meses. Esta é a sua história. O catequista é Renzo Villacorta Ríos, tem 20 anos e vive na cidade de Iquitos, na região amazônica de Loreto. Há mais de um ano decidiu escrever para o Santo Padre, enquanto visitava a Polônia, durante a Jornada Mundial da Juventude Cracóvia 2016.

06/12/2017
Médica pró-vida vence processo depois de ser despedida por razões de consciência
A secretaria de saúde da cidade de Sauherad, na Noruega, demitiu a doutora Katarzyna Jachimowicz por recusar-se a inserir dispositivos intrauterinos nas suas pacientes por razões de consciência, o que a levou a processar as autoridades que a despediram. Depois de ter apresentado a apelação, em 24 de junho deste ano, o Tribunal de Justiça declarou que a sua suspenção foi uma violação dos direitos humanos. Jachimowicz denunciou que haviam violado os seus direitos e que o sistema de saúde pública a despediu indevidamente.


 

© Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina. Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Vetorial Soluções Corporativas
Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina