Web Rádio Peregrina
Obra Missionária de Evangelização e Acolhida Social Virgem do Carmo Peregrina

Quer receber nosso informativo? Cadastre-se!

Cadastre-se e receba textos, notícias e muito mais em seu e-mail.




15/03/2017

Um dia histórico: anglicanos celebram Vésperas na Basílica de São Pedro

A homilia esteve a cargo do Secretário da Congregação para o Culto Divino, Arcebispo Artur Roche, que destacou as importantes maneiras pelas quais o Papa São Gregório, servo dos servos de Deus, pode guiar as relações entre as duas Confissões. A celebração assume dimensões históricas, pois, pela primeira vez, anglicanos celebraram suas Vésperas na Basílica de São Pedro, precisamente no dia em que se comemorava o quarto aniversário de Pontificado de Francisco. Um acontecimento "particularmente significativo para as boas relações entre a Igreja Católica e a Comunhão anglicana", na conclusão dos festejos pelos 50 anos de restabelecimento do diálogo, quando em 23 de março de 1966 Paulo VI encontrou o Arcebispo anglicano Michael Ramsey. São Gregório Magno De fato, a celebração foi realizada em homenagem a São Gregório Magno no dia mais próximo de seu antigo dia de festa. São Gregório foi o Papa que enviou Santo Agostinho à Inglaterra para evangelizar os anglo-saxões e que acabou tornando-se o Patrono não-oficial dos mais recentes intercâmbios ecumênicos entre a Igreja Anglicana e Católica Romana. Sua férula foi enviada a Cantuária como um gesto de apoio ao Encontro de Primazes realizado em janeiro de 2016. E o Papa Francisco presenteou o Arcebispo Justin Welby com um báculo entalhado em madeira, durante encontro em outubro, no Vaticano. Músicas As músicas foram cuidadosamente escolhidas para refletir esta ocasião histórica. A celebração foi intercalada por motetes escritos por William Byrd (c.1539 / 40-1623), um católico romano que trabalhou para a Igreja da Inglaterra, inicialmente como organista da Catedral de Lincoln e, em 1572, quando retornou para Londres, na Capela Real. A celebração foi aberta com o “Prevent us, O Lord”, palavras do Livro da Oração Comum e concluída com Justorum animae, que vem do católico romano 'Proprio para a Festa dos Santos', publicado no Gradualia 1605. O último hino, durante o qual a procissão fez o seu caminho para o túmulo de São Gregório, foi o grande "A tua mão, ó Deus, tem guiado". O último verso resume muito do sentimento que marcou a celebração em São Pedro, com anglicanos e católicos louvando a Deus juntos, de uma maneira que poucos poderiam pensar fosse possível até um ano atrás: "Tua misericórdia não nos faltará, nem deixe seu trabalho desfeito; com a tua mão direita para nos ajudar, a vitória será ganha; e então, por homens e anjos, teu nome será adorado, e este será o seu hino, uma Igreja, uma fé, um Senhor" Francisco e Justin Welby No contexto destas celebrações, recorda-se que em 5 de outubro de 2016, o Papa Francisco e o Primaz da Igreja Anglicana, Justin Welby, celebraram lado a lado as Vésperas na Igreja romana dos Santos André e Gregório. "As divergências mencionadas não podem nos impedir de nos reconhecermos reciprocamente irmãos e irmãs em Cristo em razão do nosso comum Batismo. Também nunca deveríamos abster-nos de descobrir e de alegrarmo-nos na profunda fé cristã e na santidade que encontramos nas tradições dos outros. Estas divergências não devem levar-nos a diminuir os nossos esforços ecumênicos”, escreveram o Papa e o Arcebispo de Cantuária na Declaração Comum assinada na ocasião. "O mundo deve nos ver testemunhar, no nosso trabalhar juntos, esta fé comum em Jesus". Já em 26 de fevereiro, Francisco tornou-se o primeiro Pontífice a entrar na Igreja anglicana de Todos os Santos, centro de Roma. Na ocasião o Papa abençoou um ícone de Jesus e explicou: "Católicos e anglicanos, somos humildemente agradecidos porque, depois de séculos de recíproca desconfiança, somos agora capazes de reconhecer que a fecunda graça de Cristo atua também nos outros. Agradeçamos o Senhor porque entre os cristãos cresceu o desejo de uma maior proximidade, que se manifesta no rezar juntos e no testemunho comum ao Evangelho, sobretudo por meio das várias formas de serviço. Às vezes, o progresso no caminho rumo à plena comunhão, pode parecer lento e incerto, mas hoje podemos nos encorajar por este nosso encontro". (JE) (from Vatican Radio)
Imprimir

23/11/2017
Ex-gay italiano se converteu pela intercessão de Maria e hoje é pai de família
Luca di Tolve ganhou o ‘Mister Gay’ na Itália, nos anos 1990, mas a sua história ficou conhecida no mundo depois que o cantor Giuseppe Povia escreveu a música ‘Luca era gay’. Agora escreveu o livro ‘Eu era gay’, no qual explica porque e como mudou radicalmente de vida. Em entrevista concedida ao Grupo ACI, Luca di Tolve conta que teve uma infância muito difícil. “Meus pais sempre discutiam e depois de algum tempo se separaram. A minha mãe me criou sozinha e, quando chegava tarde do trabalho, eu ficava com uma família vizinha, onde todas eram meninas e criticavam o meu pai porque tinha nos abandonado”, explica.

22/11/2017
Sínodo dos Bispos sobre jovens já tem data e relator será um Cardeal brasileiro
O próximo Sínodo dos Bispos sobre “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional” será realizado entre os dias 3 e 28 de outubro de 2018, segundo anunciou a Santa Sé através de um comunicado de imprensa, no qual informou ainda que o relator geral será o brasileiro Cardeal Sérgio da Rocha. A Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos divulgou a data no final da reunião do seu XIV Conselho Ordinário, que aconteceu na Cidade do Vaticano nos dias 16 e 17 de novembro, presidida pelo Papa Francisco.

21/11/2017
A civilização humana começa no ventre da mãe, afirma Cardeal
O presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB), Cardeal Daniel DiNardo, incentivou a “amar e proteger a vida humana inocente desde o momento que Deus a cria” e assegurou que “a civilização começa no ventre”. Em sua mensagem aos bispos dos Estados Unidos, em 13 de novembro, durante a Assembleia Geral da USCCB de 2018, o Cardeal DiNardo os encorajou a se unirem ao Papa Francisco para apoiar uma reforma migratória integral, promover políticas pró-vida que respeitem a dignidade humana e mantenham as famílias unidas.

20/11/2017
Papa Francisco: Na fragilidade dos pobres há uma força salvífica
“Amar o pobre significa lutar contra todas as pobrezas, espirituais e materiais”, afirmou o Papa Francisco durante a Missa por ocasião do 1º. Dia Mundial dos Pobres instituído pelo mesmo Pontífice. Na manhã de hoje, Francisco presidiu uma Eucaristia em que muitos pobres participaram e também disse que “Nos pobres manifesta-se a presença de Jesus, que, sendo rico, se fez pobre”. “Por isso neles, na sua fragilidade, há uma força salvífica. E, se aos olhos do mundo têm pouco valor, são eles que nos abrem o caminho para o Céu, são o nosso passaporte para o paraíso”.

19/11/2017
Bispo responde a manifestantes que relacionam a Virgem Maria ao aborto
Recentemente começou a circular nas redes sociais uma foto na qual uma mulher segura uma placa associando a Virgem Maria ao aborto; frente a esta imagem o Bispo da Diocese de Frederico Westphalen, Dom Antônio Carlos Keller, deu uma resposta que contou logo com a adesão de muitos católicos. A foto em questão foi postada no Facebook no dia 13 de novembro por Letícia Bahia, diretora institucional da revista online feminista ‘AzMina’. Na imagem, uma senhora segura a placa com a afirmação: “Até Maria foi consultada para ser mãe de Deus. Católicas na luta pelo aborto legal e seguro”.


 

© Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina. Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Vetorial Soluções Corporativas
Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina