Web Rádio Peregrina
Obra Missionária de Evangelização e Acolhida Social Virgem do Carmo Peregrina

Quer receber nosso informativo? Cadastre-se!

Cadastre-se e receba textos, notícias e muito mais em seu e-mail.




21/08/2017

Papa Francisco nos convida a seguir este exemplo de fé inquebrantável nos momentos difíceis

“A cena ocorre enquanto ele se dirige às cidades de Tiro e Sidônia, no noroeste da Galileia: é lá onde a mulher implora a Jesus que cure sua filha, diz o Evangelho, que ‘está cruelmente atormentada por um demônio’”. Entretanto “a aparente indiferença de Jesus não desencoraja a mãe, que insiste em sua invocação”, expressou. Francisco afirmou que “a força interior daquela mulher, que lhe permite vencer qualquer obstáculo, reside no seu amor materno e na confiança de que Jesus pode atender o seu pedido. E isto me faz pensar na força das mulheres! Com a sua força, são capazes de obter coisas grandes. Conhecemos muitas assim! Podemos dizer que o amor que move a fé e a fé, por sua parte, se converte no prêmio do amor”. "O amor intenso que tinha pela sua filha faz exclamar: ‘Senhor, filho de Davi, tem piedade de mim!’”. E a fé perseverante em Jesus permite que ela não desanime. “A mulher aproximou-se, ajoelhou diante dele e implorou, ‘Senhor, ajuda-me’”. Em seguida, o Santo Padre assinalou que “finalmente, depois de tanta perseverança, Jesus fica admirado pela fé de uma mulher pagã. Portanto, ele aceita dizendo: ‘Ó mulher, grande é tua fé! Que seja feito como desejas. E na mesma hora sua filha ficou curada”. “Aquela humilde mulher - assegurou o Santo Padre - é indicada por Jesus como um exemplo de fé inquebrantável. A sua insistência em invocar a ação de Cristo é para nós um estímulo a não nos desencorajarmos, a não nos desesperarmos quando formos oprimidos pelas duras provas da vida”. O Pontífice indicou: “o Senhor não vira para o outro lado quando vê as nossas necessidades e, se por vezes pode parecer insensível aos nossos pedidos de ajuda, é para nos colocar à prova e fortalecer a nossa fé. Nós devemos continuar gritando como essa mulher: ‘Senhor, ajuda-me! Senhor, ajuda-me!’ com perseverança e com coragem. Essa é a coragem necessária para a oração”. Nesse sentido, o Papa acrescentou que este episódio evangélico “nos ajuda a entender que todos nós precisamos crescer na fé e fortalecer a nossa confiança em Jesus. Ele pode nos ajudar a encontrar a direção quando perdemos a bússola de nosso caminho; quando a estrada diante de nós não é mais tão plana, mas áspera e árdua; quando é cansativo ser fiel aos nossos compromissos”. “É importante alimentar todos os dias a nossa fé, com a escuta atenta da Palavra de Deus, com a celebração dos Sacramentos, com a oração pessoal como um ‘grito’ para Ele, e com atos concretos de caridade com o próximo”, assinalou. Francisco convidou os fiéis a confiar "no Espírito Santo para que ele nos ajude a perseverar na fé. O Espírito infunde ousadia nos corações dos crentes, nos encoraja a superar a incredulidade a Deus e a indiferença para com os nossos irmãos”. “Que a Virgem Maria nos ajude a ser cada vez mais conscientes da nossa necessidade do Senhor e do Seu Espírito, nos conceda uma fé forte, cheia de amor e um amor que saiba suplicar, uma súplica corajosa a Deus", concluiu.
Imprimir

24/11/2017
Estados Unidos: Celebrarão Missa em memória das vítimas do Estado Islâmico
Na terça-feira, 28 de novembro, o Arcebispo Caldeu de Erbil, no Iraque, Dom Bashar Warda, celebrará uma Missa na Arquidiocese de Washington, Estados Unidos, em memória das vítimas do genocídio perpetrado pelo Estado islâmico (ISIS) contra os cristãos. Este evento, organizado pelos Cavaleiros de Colombo, será realizado durante a celebração da semana de conscientização pelos cristãos perseguidos, que acontecerá de 26 de novembro a 3 de dezembro, cujo lema é “Solidariedade no sofrimento”.

23/11/2017
Ex-gay italiano se converteu pela intercessão de Maria e hoje é pai de família
Luca di Tolve ganhou o ‘Mister Gay’ na Itália, nos anos 1990, mas a sua história ficou conhecida no mundo depois que o cantor Giuseppe Povia escreveu a música ‘Luca era gay’. Agora escreveu o livro ‘Eu era gay’, no qual explica porque e como mudou radicalmente de vida. Em entrevista concedida ao Grupo ACI, Luca di Tolve conta que teve uma infância muito difícil. “Meus pais sempre discutiam e depois de algum tempo se separaram. A minha mãe me criou sozinha e, quando chegava tarde do trabalho, eu ficava com uma família vizinha, onde todas eram meninas e criticavam o meu pai porque tinha nos abandonado”, explica.

22/11/2017
Sínodo dos Bispos sobre jovens já tem data e relator será um Cardeal brasileiro
O próximo Sínodo dos Bispos sobre “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional” será realizado entre os dias 3 e 28 de outubro de 2018, segundo anunciou a Santa Sé através de um comunicado de imprensa, no qual informou ainda que o relator geral será o brasileiro Cardeal Sérgio da Rocha. A Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos divulgou a data no final da reunião do seu XIV Conselho Ordinário, que aconteceu na Cidade do Vaticano nos dias 16 e 17 de novembro, presidida pelo Papa Francisco.

21/11/2017
A civilização humana começa no ventre da mãe, afirma Cardeal
O presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB), Cardeal Daniel DiNardo, incentivou a “amar e proteger a vida humana inocente desde o momento que Deus a cria” e assegurou que “a civilização começa no ventre”. Em sua mensagem aos bispos dos Estados Unidos, em 13 de novembro, durante a Assembleia Geral da USCCB de 2018, o Cardeal DiNardo os encorajou a se unirem ao Papa Francisco para apoiar uma reforma migratória integral, promover políticas pró-vida que respeitem a dignidade humana e mantenham as famílias unidas.

20/11/2017
Papa Francisco: Na fragilidade dos pobres há uma força salvífica
“Amar o pobre significa lutar contra todas as pobrezas, espirituais e materiais”, afirmou o Papa Francisco durante a Missa por ocasião do 1º. Dia Mundial dos Pobres instituído pelo mesmo Pontífice. Na manhã de hoje, Francisco presidiu uma Eucaristia em que muitos pobres participaram e também disse que “Nos pobres manifesta-se a presença de Jesus, que, sendo rico, se fez pobre”. “Por isso neles, na sua fragilidade, há uma força salvífica. E, se aos olhos do mundo têm pouco valor, são eles que nos abrem o caminho para o Céu, são o nosso passaporte para o paraíso”.


 

© Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina. Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Vetorial Soluções Corporativas
Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina