Web Rádio Peregrina
Obra Missionária de Evangelização e Acolhida Social Virgem do Carmo Peregrina

Quer receber nosso informativo? Cadastre-se!

Cadastre-se e receba textos, notícias e muito mais em seu e-mail.




28/09/2017

Bispos do Equador pedem que governo defenda a família e a vida

No documento, os Bispos pedem às autoridades equatorianas que garantam os direitos humanos de “liberdade de pensamento e de consciência, a liberdade para professar livremente uma crença religiosa e manifestá-la, praticá-la e ensiná-la em público e em particular”. Além disso, destacaram “uma convivência cidadã em diversidade e em harmonia com a natureza para alcançar o bem comum de uma sociedade que respeite, em todas as suas dimensões, a dignidade das pessoas e as comunidades”. A carta responde a reforma do Código Orgânico de Saúde, que atualmente está sendo discutida na Assembleia Nacional. Segundo indica o projeto, no capítulo ‘Saúde Sexual e Saúde Reprodutiva’, seria permitido o uso de barrigas de aluguel e outras formas de reprodução assistida. Também consideraria os “abortos diferidos, incompletos e em curso” como “emergências obstétricas”. O texto dos Bispos também é uma reação ao projeto de Lei Orgânica Integral para Prevenir e Erradicar a Violência de Gênero contra as Mulheres proposto pelo presidente Moreno em agosto deste ano. A nova norma proporia que as mulheres fossem consideradas como um gênero, que “é uma construção social”, a qual “determinou o que é considerado masculino e feminino dentro de uma sociedade, cultura e tempo específicos”. A proposta legislativa assinala que a pessoa pode se identificar com um gênero que “pode ??ou não corresponder” com a “fisiologia” ou “o seu sexo ao nascer”. Este último projeto será discutido em outubro na Assembleia Nacional. Nesse sentido, a legisladora Tanlly Vera indicou que o Ministério da Educação, o Ministério da Justiça e o Ministério do Interior participaram do debate da proposta legislativa. Diante desse cenário, os Bispos e os membros do Movimento Vida e Família pediram através da carta ao governo que respeitem “a identidade sexual natural dos homens e mulheres como expressão objetiva da dignidade inerente a todos os membros da família humana”. Também exigiram o respeito “da expressão da fé e dos valores cristãos manifestados publicamente, individualmente ou em associações para promover, exercer e proteger os seus legítimos interesses políticos, econômicos, religiosos, sociais, culturais e educacionais”. Do mesmo modo, exortaram respeitar a “liberdade dos pais para garantir que os seus filhos recebam uma educação integral, religiosa e moral, que esteja de acordo com as suas próprias convicções em harmonia com o interesse superior da criança”. Recordaram que devem proteger “a vida desde a concepção, a família natural como elemento fundamental da sociedade e o direito preferencial dos pais para escolher o tipo de educação que devem oferecer aos seus filhos conforme estão na Declaração Universal de Direitos Humanos e na Declaração Americana dos Direitos e Deveres do Homem, e que se manifestam na vivência efetiva da grande maioria dos equatorianos, assim como na Constituição da República”. Os Bispos concluíram a sua mensagem exortando todos os cidadãos, às organizações sociais e eclesiais a “participarem ativamente a favor da vida, da família e das liberdades fundamentais”.
Imprimir

24/11/2017
Estados Unidos: Celebrarão Missa em memória das vítimas do Estado Islâmico
Na terça-feira, 28 de novembro, o Arcebispo Caldeu de Erbil, no Iraque, Dom Bashar Warda, celebrará uma Missa na Arquidiocese de Washington, Estados Unidos, em memória das vítimas do genocídio perpetrado pelo Estado islâmico (ISIS) contra os cristãos. Este evento, organizado pelos Cavaleiros de Colombo, será realizado durante a celebração da semana de conscientização pelos cristãos perseguidos, que acontecerá de 26 de novembro a 3 de dezembro, cujo lema é “Solidariedade no sofrimento”.

23/11/2017
Ex-gay italiano se converteu pela intercessão de Maria e hoje é pai de família
Luca di Tolve ganhou o ‘Mister Gay’ na Itália, nos anos 1990, mas a sua história ficou conhecida no mundo depois que o cantor Giuseppe Povia escreveu a música ‘Luca era gay’. Agora escreveu o livro ‘Eu era gay’, no qual explica porque e como mudou radicalmente de vida. Em entrevista concedida ao Grupo ACI, Luca di Tolve conta que teve uma infância muito difícil. “Meus pais sempre discutiam e depois de algum tempo se separaram. A minha mãe me criou sozinha e, quando chegava tarde do trabalho, eu ficava com uma família vizinha, onde todas eram meninas e criticavam o meu pai porque tinha nos abandonado”, explica.

22/11/2017
Sínodo dos Bispos sobre jovens já tem data e relator será um Cardeal brasileiro
O próximo Sínodo dos Bispos sobre “Os jovens, a fé e o discernimento vocacional” será realizado entre os dias 3 e 28 de outubro de 2018, segundo anunciou a Santa Sé através de um comunicado de imprensa, no qual informou ainda que o relator geral será o brasileiro Cardeal Sérgio da Rocha. A Secretaria Geral do Sínodo dos Bispos divulgou a data no final da reunião do seu XIV Conselho Ordinário, que aconteceu na Cidade do Vaticano nos dias 16 e 17 de novembro, presidida pelo Papa Francisco.

21/11/2017
A civilização humana começa no ventre da mãe, afirma Cardeal
O presidente da Conferência dos Bispos Católicos dos Estados Unidos (USCCB), Cardeal Daniel DiNardo, incentivou a “amar e proteger a vida humana inocente desde o momento que Deus a cria” e assegurou que “a civilização começa no ventre”. Em sua mensagem aos bispos dos Estados Unidos, em 13 de novembro, durante a Assembleia Geral da USCCB de 2018, o Cardeal DiNardo os encorajou a se unirem ao Papa Francisco para apoiar uma reforma migratória integral, promover políticas pró-vida que respeitem a dignidade humana e mantenham as famílias unidas.

20/11/2017
Papa Francisco: Na fragilidade dos pobres há uma força salvífica
“Amar o pobre significa lutar contra todas as pobrezas, espirituais e materiais”, afirmou o Papa Francisco durante a Missa por ocasião do 1º. Dia Mundial dos Pobres instituído pelo mesmo Pontífice. Na manhã de hoje, Francisco presidiu uma Eucaristia em que muitos pobres participaram e também disse que “Nos pobres manifesta-se a presença de Jesus, que, sendo rico, se fez pobre”. “Por isso neles, na sua fragilidade, há uma força salvífica. E, se aos olhos do mundo têm pouco valor, são eles que nos abrem o caminho para o Céu, são o nosso passaporte para o paraíso”.


 

© Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina. Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Vetorial Soluções Corporativas
Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina