Web Rádio Peregrina
Obra Missionária de Evangelização e Acolhida Social Virgem do Carmo Peregrina

Quer receber nosso informativo? Cadastre-se!

Cadastre-se e receba textos, notícias e muito mais em seu e-mail.




16/11/2017

Feministas picham igreja católica com frases a favor do aborto no Uruguai.

Quando passavam pela Paróquia do Cordón, duas mulheres pularam as grades e picharam os muros do templo com frases como “aborto legal”, “aborta a tua moral”, entre outros. “Uma igreja foi profanada por fora, há um abuso do que pode ser uma resposta serena e pacífica e, assim, zombam do sentimento católico de uma parte importante da nossa população”, lamentou o Arcebispo de Montevidéu, Cardeal Daniel Sturla , na Rádio Oriental, em 10 de novembro. “Entretanto, além disso, estão prejudicando a tolerância, a liberdade e a pluralidade”, acrescentou. O mesmo Arcebispo de Montevidéu foi alvo dos ataques quando saia da catedral e uma das manifestantes que se identificou como argentina gritou “sacerdotes pedófilos, Igreja lixo, não apoiam o aborto, mas sim os pedófilos”. Diante dessa situação, o Cardeal ressaltou que “novamente nos chama atenção e revela o quanto existem pessoas que procuram causar dano, fazer mal e ir contra a instituição da Igreja, a qual é acusada de muitos males, sem mais elementos do que frases pichadas do lado de fora”. “Pareceria que é possível fazer isso com a Igreja Católica, mas não com outras instituições ou religiões. Isso chama a atenção”, questionou. O Arcebispo indicou que esses acontecimentos não são isolados e que, em setembro, uma publicidade oficial “zombava de um dos símbolos mais queridos dos católicos, que é o Sagrado Coração de Jesus”, que foi usado como símbolo a favor da diversidade, e isso é “um uso e abuso da imagem”. Por outro lado, em uma representação da obra de Galileu Galilei, na Comédia Nacional, zombaram de algumas canções da Missa, ao alterar as suas letras. Diante desses acontecimentos, o Cardeal Sturla destacou que ocorrem ante “certa indiferença”, pois quando outras religiões são atacadas há espanto, mas, quando acontece com a Igreja Católica, há um silêncio cúmplice e não dizem nada. Então, o Purpurado questionou: “Falamos de laicidade só em um sentido? Ou da laicidade como espaço, como realidade da expressão coletiva e pública da sociedade, das diversas crenças que todos nós temos? Qual conceito nós temos?”. Finalmente, o Arcebispo de Montevidéu esclareceu que “a Igreja continua realizando a sua obra de evangelização, que é a sua primeira obra”, entretanto, também “defende, como corresponde, a sua liberdade e a dos outros”. “E também critica quando alguém, seja quem for, ataca a liberdade dos outros. Isso sim é pluralidade, liberdade e democracia”, concluiu o Cardeal Sturla.
Imprimir

13/12/2017
20 anos depois, uma mãe agradece a mulher que a convenceu de não abortar
Durante 10 anos, pelo menos um dia por semana, Karen Swallow se dedicou a ajudar as mães que queriam abortar. Ela calcula que viu cerca de 2.500 mulheres entrarem em lugares que praticam abortos. Uma dessas mulheres que ela ajudou, 20 anos depois enviou-lhe uma mensagem de agradecimento. Karen Swallow é uma mulher que durante 10 anos, sem faltar o seu compromisso, ia uma vez por semana na porta de uma clínica abortista ajudar as mulheres que pensavam em acabar com a vida dos seus filhos antes de nascer.

12/12/2017
Papa adverte aos hospitais católicos sobre o perigo de converter-se em negócios
O Papa Francisco enviou uma importante advertência aos hospitais católicos através da Mensagem do Dia Mundial do Doente do próximo ano, para pedir que evitem a mentalidade empresarial, ou seja, transformados em meras empresas que descartam os pobres. Francisco assegura que a história da Igreja em relação ao cuidado dos doentes é uma herança que “ajuda a preservar os hospitais católicos do risco duma mentalidade empresarial, que em todo o mundo quer colocar o tratamento da saúde no contexto do mercado, acabando por descartar os pobres”.

11/12/2017
O Advento é um tempo para reconhecer os vazios a serem preenchidos em nossa vida, diz o Papa
Antes de rezar o Ângelus na manhã de hoje, o Papa Francisco explicou novamente o significado do Advento e afirmou que é um momento propício para mudar de comportamento. “É um tempo para reconhecer os vazios a serem preenchidos em nossa vida, para aplainar as asperezas do orgulho e criar espaço para Jesus que vem”, afirmou. O Santo Padre assinalou que, por exemplo, “um vazio em nossa vida pode ser porque não rezamos ou rezamos pouco”. “O Advento é o momento favorável para rezar com mais intensidade, para reservar à vida espiritual o lugar importante que lhe cabe”.

08/12/2017
Hoje a Igreja celebra a Solenidade da Imaculada Conceição
Neste dia 8 de dezembro, a Igreja celebra a Imaculada Conceição da Santíssima Virgem Maria, o dogma de fé segundo o qual a Mãe do Jesus foi preservada do pecado desde o momento de sua concepção, ou seja, desde o instante em que começou sua vida humana. Em 8 de dezembro de 1854, o Papa Pio IX, depois de receber inúmeros pedidos de bispos e fiéis de todo o mundo, ante mais de 200 cardeais, bispos, embaixadores e milhares de fiéis católicos, declarou com sua bula “Ineffabilis Deus”:

07/12/2017
Arcebispo à ONU: Os cristãos são parte da solução, não do problema do Iraque
Um painel reunido na sede da Organização das Nações Unidas (ONU) analisou recentemente as sequelas da ocupação do Estado Islâmico (ISIS) na planície de Nínive, no Iraque, e destacou que os cristãos devem ser considerados parte da solução para levar a paz e os direitos humanos.


 

© Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina. Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Vetorial Soluções Corporativas
Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina