Web Rádio Peregrina
Obra Missionária de Evangelização e Acolhida Social Virgem do Carmo Peregrina

Quer receber nosso informativo? Cadastre-se!

Cadastre-se e receba textos, notícias e muito mais em seu e-mail.




09/01/2018

Protagonista de A Paixão de Cristo: Precisamos de guerreiros que levem a fé ao mundo

Aos cerca de 8 mil estudantes reunidos em Chicago, Caviezel disse que “alguns de nós agora, vocês os conhecem, abraçam um falso cristianismo, no qual tudo é felicidade”, quando na verdade, “há muita dor e sofrimento antes da ressurreição”. “Seu caminho – continuou – não será diferente. Assim, abracem sua cruz e corram para sua meta. Quero que saiam por este mundo pagão e tenham a coragem de expressar ali, sem vergonha, sua fé em público”. O protagonista de A Paixão de Cristo sublinhou que “o mundo necessita de guerreiros orgulhosos, animados por sua fé. Guerreiros como São Paulo ou São Lucas, que arriscaram seus nomes, suas reputações, para levar ao mundo sua fé e seu amor por Jesus”. “Deus está chamando cada um de nós – cada um de vocês –a fazer cosias grandes. Mas, primeiro devem assumir o compromisso de rezar, ajudar, meditar as Sagradas Escrituras e receber seriamente os santos sacramentos”. Além disso, o ator disse que deseja que os jovens sejam livres, “que possam se libertar de suas fragilidades e da escravidão do pecado. Essa é a liberdade pela qual vale a pena morrer”. “Cada um de nós deve carregar sua própria cruz. Esse é o preço de nossa liberdade”, assegurou. Caviezel compartilhou com os jovens que sentiu o desejo de ser ator aos 19 anos: “Tinha uma convicção, tinha um chamado”. Após recordar que um de seus primeiros papéis principais foi o de Edmond Dante, em O Conde de Monte Cristo, um homem que é preso injustamente, o ator ressaltou que “Deus nos ama a cada um pessoalmente. Está ali para nós, também nos momentos de desesperança”. Pouco depois, prosseguiu, “Mel Gibson me chamou, queria que eu fizesse o papel de Jesus Cristo, aos 33 anos. Era uma coincidência? Acredito que não. Tua vida é uma coincidência? Acho que não”. Em seguida, narrou que o papel do Senhor Jesus significou para ele sofrimento físico concreto: deslocou o ombro na cruz, foi atingido por um raio quando estava nela e teve que passar por uma operação do coração depois de cinco meses de sofrer uma hipotermia. Tudo isso, comentou, considerou como “uma penitência” pessoal. Caviezel também assinalou que, “quando estive na cruz, compreendi que seu sofrimento foi nossa redenção. Lembrem que nenhum servo é maior do que o mestre”. Nestes tempos, ressaltou o ator, “alguns de vocês podem se sentir miseráveis agora, confuso, com dúvida sobre o futuro. Este não é o momento para retroceder nem para se render”. Finalmente, Jim Caviezel sublinhou que, “para chegar a Deus, temos que viver como Espírito Santo como seu escudo e Cristo como sua espada. Que assim possam se unir a São Miguel e todos os anjos para mandar Lúcifer e seu bando diretamente para o inferno ao qual pertencem!”.
Imprimir

24/01/2018
Papa ao Fórum de Davos: o homem no centro para uma economia inclusiva
Mensagem de Francisco foi enviada ao presidente-executivo do Fórum, Klaus Schwab, e lida pelo card. Turkson. As inovações tecnológicas devem ser utilizadas “para a proteção da nossa casa comum”. Em especial, a inteligência artificial e a robótica devem estar a serviço da humanidade, e não ser uma ameaça “como algumas avaliações infelizmente preveem”. Este é o apelo lançado pelo Papa Francisco na carta enviada ao Fórum Econômico Mundial, que se realiza em Davos de 23 a 26 de janeiro.

23/01/2018
Papa a jornalistas a bordo: no Chile e Peru contagiado pela fé do povo
Há países na América Latina com políticas liberais que os levaram a uma pobreza maior ainda. Em geral, uma política liberal que não envolve todo o povo é seletiva e leva a um enfraquecimento. No voo de retorno a Roma o Papa fala com os jornalistas sobre a viagem ao Chile e Peru.

22/01/2018
Francisco despede-se do Peru: “Levo vocês no coração"
Na conclusão de suas palavras o Santo Padre falou mais uma vez de esperança: “vocês têm tantos motivos para esperar! Vi-o, toquei-o com a mão nestes dias. Conservem a esperança.

21/01/2018
Papa: ser ricos de memória nos liberta da tentação de messianismos
Após almoçar no Arcebispado de Trujillo e visitar a Catedral de Santa Maria, o Papa Francisco foi ao “Colégio Seminário” para encontrar os sacerdotes, religiosos, religiosas e seminaristas das Circunscrições eclesiásticas do norte do Peru. O Colégio tem 390 anos e é dedicado aos Santos Carlos e Marcelo. Fundado em 1625 como casa de formação para sacerdotes, atualmente é voltado à educação de jovens do primeiro e segundo grau.

20/01/2018
Papa: corrupção é um “vírus social” na América Latina
No discurso às autoridades peruanas, Francisco falou da corrupção como forma sutil de degradação do meio ambiente que contamina progressivamente todo o tecido vital.


 

© Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina. Todos os direitos reservados

Site desenvolvido por Vetorial Soluções Corporativas
Obra Missionária Virgem do Carmo Peregrina